twitter

A FGV Direito Rio é a nova integrante da Aliança para Criptografia na América Latina e Caribe

A Faculdade de Direito da Fundação Getulio Vargas é a 31ª instituição a aderir ao AC LAC e sua missão de construir coletivamente capacidades e conhecimentos e criar uma agenda proativa para promover e defender a criptografia na região, o que fortalece e gera um ecossistema de confiança, segurança e estabilidade na Internet.

Quinta-Feira 28 de abril, 2022. A Aliança para Criptografia na América Latina e Caribe, AC-LAC, continua agregando organizações que apoiam, contribuem e acompanham sua missão de preservação e uso generalizado da criptografia na América Latina e no Caribe para a proteção de direitos humanos e questões fundamentais como privacidade e segurança. Estamos falando da recente incorporação da instituição brasileira  FGV Direito Rio.

A Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas conta com uma importante e extensa rede de parceiros internacionais e um compromisso permanente com a inovação em diversas áreas: no ensino, na pesquisa, nas relações com a sociedade e com o mundo. A instituição adota diferentes estratégias pedagógicas em seus cursos, promovendo o uso de métodos participativos, realizando pesquisas de impacto, promovendo atividades de extensão em contato com a sociedade e, orientada por seu projeto pedagógico, busca contribuir para a transformação da realidade brasileira.

A entrada desta instituição é o número 31 desta Aliança, que ainda está aberta a quem partilhar a sua visão e missão de construir capacidades e conhecimentos colectivamente, e de estabelecer uma agenda regional pró-activa para a promoção e defesa da criptografia.

A AC-LAC dá as boas-vindas a os mais  novos membros.

Se você também quer fazer parte, entre em contato conosco aquí.

Share

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Latest

Conversamos sobre o papel da criptografia na proteção dos direitos reprodutivos das pessoas com útero no Workshop realizado pela AC-LAC

A Aliança para Criptografia na América Latina e Cariribe, AC-LAC, junto com Cultivando Género, Electronic Frontier Foundation – EFF; Instituto de Pesquisa em Direito e Tecnologia do Recife, IP.rec e o movimento Mujeres Vivas y Libres, realizaram um Workshop, liderado por especialistas da região e assistido por um público multissetorial, onde foi abordada a questão da criptografia como promotora dos direitos reprodutivos e protetora da privacidade e dos dados pessoais dos usuários na Internet.

A ACLAC realizará um Workshop sobre Criptografia e Direitos Reprodutivos, nesta quinta-feira 22/09.

A Aliança para Criptografia na América Latina e Cariribe, AC-LAC, junto com Cultivando Género, Electronic Frontier Foundation – EFF; Instituto de Pesquisa em Direito e Tecnologia do Recife, IP.rec e o movimento Vivas y Libres, realizarão um Workshop para o qual contarão com especialistas de toda a região, onde será abordada a questão da criptografia como promotora dos direitos reprodutivos.

A AC-LAC pede para incluir criptografia no projeto de Lei-Quadro de Segurança Cibernética e Infraestrutura Crítica da Informação do Chile.

Na carta dirigida ao Senador Álvaro Elizalde Soto, Presidente do Senado da República do Chile, a Aliança para a Criptografia na América Latina e Caribe, AC-LAC, pede a inclusão de questões de criptografia no projeto “Lei-Quadro de Segurança Cibernética e Infraestrutura de Informação” do país transandino, instando os legisladores a proteger a inviolabilidade das comunicações privadas e garantir a segurança da população e da nação.

Contato

aclac@iddlac.org

Siga-nos em nossas redes